quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

O que eu sei da minha Fé?



video


Cogito ergo sum! Perpetuada frase do famoso filosofo René Descartes (1596 - 1650) que ao questionar sua própria existência (???) conclui que se pensa ele existe! Brilhante raciocínio do francês não? Sujeito cético com importantes contribuições a matemática, filosofia e etc... Mas o que quero realmente argumentar, prosear, tagarelar por aqui é a nossa capacidade de pensar, de concluir, de experimentar ou a nossa grande e tremenda capacidade de receber as respostas prontas, enlatadas, mastigadas e engolir! Se a minha mente tivesse um filtro como tem o meu aquário eu teria que limpar todos os dias... quanta poluição! Enquanto muitos discutem a respeito se corto ou não o cabelo, durmo de roupa ou durmo pelado, batemos palmas ou damos Glória tetos caem sobre cabeças... Qual será a real contribuição da igreja na sociedade? Que diferença nossos pensamentos e nosso modo de vida tem feito? Toda a informação que no mundo recebemos não tem feito do mundo um lugar melhor. E na igreja? Toda informação que recebemos do púlpito e das EBDs tem nos feito existir com sabedoria e diferença? Levantar bandeiras e saber seu significado é imprescindível! O que podemos esperar da igreja brasileira? Os evangélicos crescem a cada dia mas será que o número de alunos da Escola Bíblica Dominical cresceu também? O vídeo a cima não é meramente ilustrativo! "Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós" (IPe 3.13). E hoje cogito a respeito da sabedoria ou conhecimento do povo de Deus e sua contribuição a sociedade que ainda que sejamos envergonhados saibamos quem somos e conheçamos ao Deus a quem servimos!

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." Rm 12.1,2